Aposentadoria por tempo de contribuição: Regra 85/95

Aposentadoria por tempo de contribuição: Quem pode se aposentar por esta regra?

Certamente você já ouviu alguns comentários sobre a aposentadoria por tempo de contribuição, ou aposentadoria por meio da fórmula 85/95 progressiva.

Todavia, como este assunto ainda não foi tão difundido, hoje vamos esclarecer o que de fato foi sancionado (Lei 13.183).

Quem pode se aposentar por essa regra?

Aposentadoria por tempo de contribuição

Aposentadoria por tempo de contribuição: Essa é apenas mais uma modalidade que poderá ser aplicada para trazer mais vantagens ao segurado que busca se aposentar.

Com mencionamos acima, poucos sabem dessa modalidade de aposentadoria, que em alguns casos podem abreviar o tempo para requerer o benefício.

Sendo assim, antes de mais nada é importante esclarecer que essa possibilidade de aposentadoria leva em consideração dois fatores para a sua concessão: o tempo de contribuição e a idade do segurado ou segurada.

Resumidamente, a regra é simples, basta somar a idade e o tempo de contribuição do segurado, mas com o intuito de esclarecer as dúvidas vamos explicar a fórmula.

Entenda a fórmula:

Somados o tempo de contribuição (mulheres 30 anos e homens 35 anos) com a idade para mulher atingindo 85 pontos e o homem 95 pontos a aposentadoria será concedida sem a aplicação do fator previdenciário.

Contudo, a pontuação está prestes a mudar, logo, quem pretende se aposentar pela regra 85/95 tem até dezembro/2018 para pedir seu benefício.

Fique por dentro da regra válida a partir de Janeiro/2019:

A partir de janeiro de 2019, a regra será alterada e aumentará para 86/96 pontos.
Esses valores vão aumentar ao longo do tempo, levando em conta a expectativa de vida do brasileiro. 85/95 vai valer até 2018.

Depois vai aumentando, até 2027, quando será 90/100. Veja como será a mudança nos próximos anos:

Aumento gradual da Regra 85/95

Aposentadoria por tempo de contribuição

Aposentadoria por tempo de contribuição: Não se trata de idade(85/95), refere-se a pontuação, para mulheres e para homens.

Como mencionamos no inicio do conteúdo, esta  alteração será progressiva e está prevista na Lei 13.183/2015, aumentando um ponto a cada dois anos. Veja só:

  • 2015 a 2018: 85 para mulheres / 95 para homens;
  • 2019 a 2020: 86 (mulheres) / 96 (homens);
  • 2021 a 2022: 87 (mulheres) / 97 (homens);
  • 2023 a 2024: 88 (mulheres) / 98 (homens);
  • 2025 a 2026: 89 (mulheres) / 99 (homens);
  • 2027: 90 (mulheres) / 100 (homens).

Sobre a modalidade da aposentadoria por tempo de contribuição é importante frisar que:

Com a possibilidade de reforma da previdência, talvez essa modalidade de aposentadoria não exista mais. Desse modo é de suma importância que você conte com um advogado de  confiança para lhe auxiliar.

Em conclusão, faça o seu planejamento previdenciário para você ter direito ao melhor benefício.

O advogado tem o papel de identificar qual a melhor forma para o seu caso.  Já que, você tem como alvo desfrutar de uma aposentadoria mais vantajosa.

Se ainda ficou com dúvida sobre a fórmula, entre em contato conosco! Será um prazer auxiliar.

 

Tags:
Equipe Ferri Advocacia

Equipe Ferri Advocacia

Compromissados com a ética, responsabilidade e a satisfação de nossos clientes. A Ferri Advocacia oferece assessoria jurídica consultiva, objetivando a prevenção de litígios, além de advocacia contenciosa, defendendo os interesses de seus clientes.

Deixe um comentário